Conheça nossos planos de saúde

Como tirar chulé do pé? Veja os melhores hábitos e dicas

Fedor pode ser eliminado com uma boa higiene dos pés e cuidados com os calçados utilizados; confira as principais dicas.

Time Alice
| Atualizado em
6 min. de leitura
Pés pisam em grama com flores

Pés pisam em grama com flores

Tamanho do texto

Quem nunca sentiu aquele cheirinho ruim ao tirar os sapatos {com um sonoro e libertador “ahhh!”} depois de um dia longo de trabalho ou após a prática de exercícios? Mas como tirar chulé do pé? 

O fedor pode ser eliminado com alguns hábitos diários, que envolvem a higiene dos pés e cuidados com os calçados utilizados. 

O que é o chulé?  

A médica dermatologista Bruna Falcone, da Comunidade de Saúde da Alice, explica que a formação do chulé nos pés ocorre de forma semelhante ao surgimento do cecê debaixo dos braços. 

“Nas áreas de dobra, como axilas, e na planta do pé, pode haver uma proliferação de bactérias pelo suor que se acumula. E o metabolismo dessas bactérias acaba produzindo esse cheiro mais forte”, esclarece.

As bactérias se multiplicam em ambientes quentes e úmidos. Micoses e infecções fúngicas podem agravar essas condições e piorar o odor. 

Outro fator que pode intensificar o mau cheiro é a tendência natural que algumas pessoas têm de suar mais. 

Quem tem hiperidrose primária, uma condição geneticamente determinada, costuma apresentar transpiração excessiva. 

“A pessoa sua independentemente do calor. Esse suor, no geral, é mais localizado. Pode ser só na palma das mãos, na planta dos pés ou nas axilas”, descreve a médica. 

Como acabar com chulé: hábitos diários

Para evitar a formação de chulé, são recomendados hábitos diários, como: 

Lave os pés com água e sabão

Manter os pés limpos é fundamental para que o mau cheiro não surja. Eles devem ser lavados com água e sabão diariamente durante o banho e/ou antes da colocação dos sapatos. 

“Quando o cheiro costuma ser forte, podem ser usados sabonetes antissépticos para tentar eliminar as bactérias ruins”, orienta a dermatologista. 

Seque bem os pés

Após lavar os pés, a dica é caprichar na secagem. Com uma toalha, seque principalmente a pele entre os dedos. 

É nessas regiões de dobra que alguns tipos de micose costumam se formar, como a frieira, também chamada de pé de atleta. 

Nesse caso, os fungos se espalham entre os dedos, provocando bolhas de água, coceira, descamação e rachaduras na pele.  

Prefira sapatos de materiais respiráveis 

Na hora de escolher os sapatos, dê preferência aos feitos em materiais considerados respiráveis, como couro ou lona. 

Ao contrário das fibras sintéticas, esses tecidos favorecem a circulação do ar dentro do calçado, evitando que a temperatura suba. 

Outra alternativa para manter os pés frescos são os chinelos, sandálias e pisantes mais abertos, se forem compatíveis com a ocasião. 

Evite os calçados apertados, já que eles podem diminuir a passagem de ar no local e fazer os pés suarem mais. 

Use meias de algodão

Para os calçados fechados, nada de ficar sem meia, hein? Invista nos modelos feitos de algodão – e tem aqueles bem curtinhos, caso não queira que apareçam.

Eles ajudam a absorver a umidade, deixando o ambiente menos favorável à proliferação de bactérias.  

Outro cuidado é não reutilizar meias usadas. Troque de par com frequência, principalmente se você sua muito na planta dos pés. 

Alterne o uso dos sapatos 

Para evitar a formação de chulé {ou que ele fique impregnado nos calçados}, busque alternar os sapatos. 

Quando você usa sempre o mesmo, não dá tempo de a umidade desaparecer, e o ambiente vira quase que um criadouro de micróbios! 

O ideal é deixar que os calçados sequem completamente antes de colocá-los novamente.

Higienize os sapatos 

Os calçados também devem ser lavados ou higienizados regularmente. 

“Quando você já tem até o cheiro impregnado nos sapatos, vale a pena lavá-los ou usar um spray desinfetante para matar as bactérias que estão dentro dos calçados”, afirma a dermatologista Bruna Falcone. 

Antes de voltar a utilizá-los, é importante esperar que os sapatos tenham secado completamente. 

Cuide das unhas e retire a pele morta dos pés 

Para manter a saúde dos pés, vale também cuidar das unhas. Mantê-las bem cortadas evita o acúmulo de sujeira. 

Outra medida é remover a pele morta com uma lixa, pelo menos uma vez ao mês.  Isso porque a derme dura, quando molhada, retém umidade, favorecendo a proliferação de bactérias. 

Talco para chulé vale a pena? 

Os talcos são muitas vezes vistos como um verdadeiro remédio para chulé, mas os efeitos do produto podem variar de pessoa para pessoa. 

“O talco ajuda a controlar a umidade do pé em quem não sua demais nessa região. Mas, para quem sua muito, ele acaba não sendo suficiente”, avalia a médica. 

Nos casos em que o suor nos pés é excessivo, vale a pena conversar com um dermatologista. 

Ele poderá recomendar o uso de loções, desodorantes específicos para os pés ou pomada para chulé, entre outras medidas. 

Saiba como a Alice te ajuda a ser mais saudável

Um plano de saúde tradicional, que só é usado na hora do perrengue, oferece hospitais, laboratórios e uma rede credenciada de médicos. A gestora de saúde Alice também oferece tudo isso {de altíssima qualidade, por sinal} e vai além: seu foco é na promoção de saúde e na prevenção de doenças, com tecnologia e cuidado integrado, coordenado e humano. 

O primeiro passo da sua  jornada com a Alice é um mapeamento completo da sua saúde. No Scan, você compartilha com a gente as suas condições, necessidades e seus objetivos para ter uma vida mais saudável. 

O Scan inclui o Score Magenta, um indicador de saúde que dá uma nota de 0 a 1000, de acordo com suas respostas. Dorme bem? Faz exercícios regularmente? Tem hábitos nocivos, como fumar? Tudo isso vai ajudar a calcular o seu score. {Bateu a curiosidade? Confira uma versão aberta, reduzida e gratuita do Score Magenta: a nossa Calculadora de Saúde}.

Com esses dados, vamos desenhar juntos o melhor caminho para que você fique cada vez mais saudável. A matemática é simples: uma boa gestão hoje gera lucro em saúde no futuro.

O que achou desse artigo?

Média: 3,50 / 6 votos

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas

Ao navegar neste site, você está de acordo com a nossa Política de Privacidade

Quanto custa o plano de saúde Alice?

Faça uma cotação para a sua empresa

Plano de saúde empresarial da Alice

Os melhores hospitais, laboratórios e atendimento 24 horas pelo app para cuidar dos seus colaboradores.

Ver planos