Conheça nossos planos de saúde

O que é e como aliviar a cólica menstrual? Confira 5 dicas

Entenda quais são as causas da cólica menstrual, em que partes do corpo ela pode ser sentida e as principais medidas para amenizá-la.

Time Alice
| Atualizado em
8 min. de leitura
Bolsa de água quente para cólica menstrual

Bolsa de água quente para cólica menstrual

Tamanho do texto

Todo mês, a mesma história. Em um determinado momento – que varia de pessoa a pessoa – , surge um incômodo que pode ser sentido tanto no baixo ventre {o famoso “pé” da barriga} quanto na lombar, ou mesmo irradiar para as pernas ou para a vulva – e a localização pode depender da posição do útero, sabia?

É a tal da cólica menstrual.

O que é a cólica menstrual?

Cólica menstrual é a dor em cólica que surge imediatamente antes ou durante a menstruação, e acontece por causa da atividade inflamatória no endométrio (tecido que reveste o útero) que leva o órgão a se contrair, eliminando a menstruação.

Vale lembrar que cólica é o termo usado para se referir a um desconforto que pode se manifestar em outras partes do corpo e estar relacionada a outros órgãos, não só o útero.

Ela existe porque os músculos dos órgãos (normalmente os ocos) contraem e os motivos são vários: pode ser fisiológico (como o intestino) ou uma condição (como as pedras nos rins). É por isso que sentimos a dor da cólica.

Como fazer o “diagnóstico” da cólica menstrual?

O desconforto da cólica menstrual pode surgir nos dois primeiros dias do período menstrual, quando o fluxo é mais intenso.

Mas nada impede que ela apareça até mesmo um dia antes da menstruação, segundo explica Carolina Burgarelli Testa, médica ginecologista e obstetra da Alice, que também é especialista em Obstetrícia e Ginecologia pela Febrasgo e em segurança do paciente em maternidade pela Fiocruz.

Vale lembrar que é normal sentir cólica leve no início desse período menstrual, e mais da metade das pessoas com útero pode ter esse sintoma. Mas isso não significa que toda cólica menstrual seja normal.

Sentir cólica menstrual é normal?

Se é uma cólica leve no início do período menstrual, a médica ginecologista e obstetra da Alice diz que é, sim, normal. Há situações que, porém, não são assim.

“Não é normal ter cólica que não melhora com remédio ou conviver com uma cólica incapacitante a ponto de não conseguir sair de casa e fazer outras atividades. Nesses casos, é preciso passar por uma avaliação médica”, afirma a médica, que também é especialista em infertilidade conjugal pela Santa Casa de São Paulo e tem atuação em obstetrícia de alto risco na Clínica Obstétrica HC-FMUSP.

Mudanças no padrão da cólica também são sinais de alerta, segundo Testa. “Não ter e passar a ter o incômodo ou sentir que a intensidade aumentou”, exemplifica.

É normal ter cólica fora do período menstrual?

Caso a cólica surja fora do período menstrual, vale entrar em contato com um profissional de saúde.

De acordo com informações da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), um dos sinais que podem indicar que o incômodo não está associado apenas à cólica menstrual é a dor pélvica acíclica (ou seja, sem relação com o ciclo menstrual), além de:

  • Dispareunia (dor durante ou depois de uma relação sexual);
  • Sintomas desde a menarca (primeira menstruação);
  • Piora progressiva;
  • Sangramento uterino anormal;
  • Malformações renais;
  • História familiar de endometriose;
  • Falha no tratamento clínico.

Quais as causas da cólica menstrual?

As causas mais comuns da cólica menstrual são:

  • Causa primária: ocorre por conta dos agentes inflamatórios que aumentam no período menstrual.
  • Causas secundárias:
    • Endometriose;
    • Pólipos;
    • Miomas uterinos;
    • DIU (não é regra, mas pode ocorrer uma piora da cólica após a colocação desse método anticoncepcional);
    • Causas hormonais (como maiores níveis de estrogênio, que ocorrem em caso de obesidade, por exemplo).

A intensidade da cólica pode variar conforme a sensibilidade à dor de cada pessoa, mas em geral é maior em quem tem um maior fluxo menstrual.

“Há quem sinta uma discreta cólica que não relacionada à menstruação, mas ligada à manipulação do colo do útero. Isso acontece durante procedimentos médicos ou no momento de colocação de um absorvente interno ou de um copo coletor, por exemplo”, explica Testa.

Cólica menstrual com outros sintomas. Devo me preocupar?

Náusea, dor de cabeça, diarreia e até mesmo desmaio são sintomas que podem aparecer junto com a cólica menstrual, segundo informações do Ministério da Saúde.

Embora não significam, necessariamente, algo fora do comum, são incômodos que podem trazer prejuízos à qualidade de vida da pessoa – para isso, os profissionais de saúde podem ajudar.

Tem como prevenir a cólica menstrual?

Alguns hábitos de vida podem ajudar, sim, a aliviar o desconforto da cólica menstrual, sabia?

De acordo com informações da Secretaria de Saúde do estado de Goiás, fazer exercícios físicos com regularidade e em uma intensidade moderada (especialmente os aeróbicos, como correr, nadar, pedalar) ajuda a liberar as endorfinas (hormônios do prazer), que aumentam a sensação de bem-estar, confiança e, também, melhoram a resistência à dor.

O mesmo vale para a alimentação. Alimentos muito gordurosos atrapalham o funcionamento do intestino que, se não for bem cuidado, pode agravar os quadros de dismenorreia (termo técnico para cólica menstrual). É importante, então, reforçar a alimentação com frutas e verduras, além de manter o corpo hidratado.

5 dicas para aliviar cólicas menstruais

Confira abaixo cinco dicas da Carolina Testa, médica ginecologista e obstetra da Alice, sobre como aliviar as cólicas menstruais:

  1. Água quente;
  2. Mudança de estilo de vida;
  3. Alimentação saudável;
  4. Atividade física regular;
  5. Alice e seu cuidado global.

Como a água quente alivia a cólica menstrual?

Para amenizar as cólicas, a água quente é uma ótima aliada e, em geral, faz as mulheres se sentirem melhor – seja num banho quente ou morno, com uma bolsa de água quente ou, melhor ainda, num banho de imersão, se possível.

“Para quem sente dor de cólica nas costas, uma ducha na lombar pode ser de grande ajuda. Quem sente mais dor no pé da barriga vai acabar se beneficiando mais da bolsa de água quente”, sugere a médica.

Estilo de vida saudável e cólica menstrual: como ajuda?

Quando o assunto é alívio a médio e longo prazo para as cólicas menstruais, a opção é uma mudança no estilo de vida. Isso significa ter uma alimentação saudável, fazer atividades físicas e saber gerenciar bem os momentos de estresse {que a gente sabe que eles acontecem}.

Alimentação contra a cólica menstrual: o que comer?

Quanto à alimentação, os itens menos indicados, segundo Testa, são os da classe de compostos chamada xantina. Entram aí:

  • Café;
  • Chocolate;
  • Chá-mate;
  • Refrigerantes com guaraná ou de cola.

“Também sugerimos reduzir um pouquinho os carboidratos, que podem gerar uma distensão abdominal e piorar os sintomas nesse período”, explica a médica.

Atividade física contra as dores do período menstrual

Em relação às atividades físicas, a da médica recomendação é praticar aquela que a pessoa conseguir fazer e que, principalmente, a fizer feliz – só assim para conseguir manter a regularidade e os benefícios a curto, médio e longo prazo.

Alice e seu cuidado global

Um diferencial da Alice é olhar de forma global para o membro, com um time multidisciplinar. A(o) ginecologista vai olhar se a pessoa tem alguma causa anatômica para aquela cólica, se a medicação é necessária, mas preparadores físicos e nutricionistas podem trabalhar conjuntamente para oferecer uma abordagem completa e deixar a paciente em situação mais confortável.

Medicamentos para cólica menstrual

O que sabemos que melhora a cólica são os anti-inflamatórios e, em alguns casos o profissional de saúde pode prescrever, após avaliação, uma medicação que diminua o volume de sangramento.

Faz sentido tomar remédio antes da menstruação?

Não, mas a recomendação é não esperar o incômodo ficar insuportável para tomar um medicamento para a cólica, segundo explica a médica.

“Não custa reforçar: a queixa de dor de cólica menstrual deve ser sempre valorizada. Não é sempre que a cólica é um sinal de problema, mas se ela for limitante é preciso passar por uma avaliação médica”, lembra Testa.

Alice tem o plano de saúde certo para a sua empresa!

A Alice é um plano de saúde com um Time de Saúde que está preparado para ajudar seus colaboradores a resolverem qualquer queixa de saúde, com atendimento feito por médicos e enfermeiros 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Nossa cobertura é nacional, com uma rede credenciada de excelência, incluindo os melhores hospitais e laboratórios, e especialistas escolhidos a dedo.

E olha só que prático: todas as informações que os nossos membros precisam para cuidar da sua saúde estão no app: encaminhamento e agendamento de consultas e exames, receitas, resultados integrados, histórico… A nossa coordenação de cuidado amarra todas essas pontas para que a gente acompanhe a jornada de cada pessoa e possa oferecer o melhor cuidado, de forma eficiente e resolutiva.

O resultado são colaboradores mais saudáveis e que amam a experiência de ter Alice.

Tudo isso com uma experiência incrível para o RH, com contratação rápida, sem burocracia, e com controle de custo.

Bora oferecer mais saúde para a sua equipe?

O que achou desse artigo?

Média: 4,00 / 5 votos

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas

Ao navegar neste site, você está de acordo com a nossa Política de Privacidade

Quanto custa o plano de saúde Alice?

Faça uma cotação para a sua empresa

Plano de saúde empresarial da Alice

Os melhores hospitais, laboratórios e atendimento 24 horas pelo app para cuidar dos seus colaboradores.

Ver planos