Conheça nossos planos de saúde

Plano de carreira em Y: quando investir em especialistas

Empresas de tecnologia ou que desenvolvem produtos complexos são as que mais se beneficiam do modelo que dá outra opção além da gestão.

Time da Alice
| Atualizado em
5 min. de leitura
Plano de carreira em Y: quando investir em especialistas

Plano de carreira em Y: quando investir em especialistas

Tamanho do texto

O modelo tradicional de um plano de carreira é linear. O colaborador que cresce na empresa assume progressivamente postos mais altos e com maior responsabilidade, tornando-se um gestor.  

As empresas inovadoras, entretanto, já perceberam que se basear apenas nesse formato para montar um plano de desenvolvimento profissional pode ser desvantajoso. 

E é aí que entra a tal carreira em Y, na qual existe também a possibilidade de o colaborador virar especialista em alguma função. 

Ou seja, os talentos da equipe podem ter dois caminhos {daí o Y, para mostrar a bifurcação}: assumir postos de gestão ou se especializar em uma área.

Ficou confuso? Fica tranquilo que a gente vai te dar mais contexto. 

Desenvolvimento de carreira em Y: o que mais tem é vantagem

A principal é adequar os postos aos perfis profissionais. Sabe aquilo de ter a pessoa certa no lugar certo? É isso {e um pouco mais}!

“Para não perder um bom técnico, muitas empresas dão a esse profissional o status de gerente, mas sem que haja o preparo necessário ou o perfil para a função. Esse equívoco é muito frequente nas empresas brasileiras, sendo importante valorizar carreiras de dedicação mais técnica”, afirma o professor da USP Joel Souza Dutra, autor dos livros “Gestão de Carreiras” e “Administração de Carreiras”. 

O professor ressalta que a ascensão a um posto de gestão representa uma mudança na identidade profissional. 

“É uma transição de carreira. Essa mudança de identidade traz um estresse psicológico muito grande. A pessoa quando entra na carreira gerencial tem a tarefa de gerir recursos escassos. E um gerente tático passa cerca de 70% do seu tempo na arena política da organização. As atividades técnicas ocupam só 30% do tempo”, destaca.

E esse perfil de gestor não é todo mundo que tem. Dá para desenvolver? Claro {aliás, se você quiser se aprofundar, fizemos essa reportagem supercompleta sobre gestão de pessoas}! Mas antes é preciso saber que há outras opções no cardápio. 

Ao investirem na possibilidade de progressão de carreira como especialista, as empresas também ganham em competitividade. 

“Há uma escassez de mão de obra técnica, e os mais qualificados estão expostos para trabalhar no mundo inteiro. Hoje se trabalha a distância, sem necessidade de presença física. Se a empresa não encontra meios de manter esse especialista, ele vai para outra companhia.”

Ou seja, pensar em planos de carreira em Y também pode ajudar na retenção de talentos.

Benefícios do modelo de carreira em Y

Onde o modelo de plano de carreira em Y faz sentido

Como deu para perceber, vantagem é o que não falta. Mas há áreas onde o modelo faz mais sentido do que em outras. Os segmentos que mais se beneficiam da proposta são os de tecnologia e de pesquisa científica. 

“A carreira em Y faz mais sentido quando existe uma complexidade técnica equivalente a uma complexidade gerencial. Isso acontece em empresas de base tecnológica. Em outros ramos, como empresas de bens de consumo, quando você precisa de algo muito complexo, você contrata terceiros, porque não vale a pena financeiramente ter um especialista se não é o seu core”, explica o professor Dutra. 

Entre as pessoas que podem ter uma carreira mais próspera seguindo pelo braço de especialista da carreira em Y, estão aquelas de perfil inovador. 

“A pessoa assume um protagonismo diante da própria carreira. Não olha pelo retrovisor buscando se encaixar nesse modelo que já está estruturado. Ela tem um propósito, tem um olhar para o futuro.” 

Esses profissionais têm foco constante no conhecimento e alta capacidade de observação e resolução de problemas, além de habilidade para utilizar ferramentas eletrônicas {leia matéria sobre as competências profissionais mais exigidas pelo mercado}.

Carreira de especialista em times de alta performance

Este modelo pode se encaixar bem nas empresas que precisam formar equipes de alta performance

Isso porque a bifurcação na letra Y indica ser possível contar com bons gestores para liderar as equipes e com ótimos técnicos para trazer soluções aos produtos e processos. 

Quando os objetivos da empresa são ambiciosos {como ter altos índices de produtividade}, nada melhor do que trazer à tona o melhor de cada pessoa no time.

Alice tem o plano de saúde certo para a sua empresa

A Alice é um plano de saúde com um Time de Saúde que está preparado para ajudar seus colaboradores a resolverem qualquer queixa de saúde, com atendimento feito por médicos e enfermeiros 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Nossa cobertura é nacional, com uma rede credenciada de excelência, incluindo os melhores hospitais e laboratórios, e especialistas escolhidos a dedo.

E olha só que prático: todas as informações que os nossos membros precisam para cuidar da sua saúde estão no app: encaminhamento e agendamento de consultas e exames, receitas, resultados integrados, histórico… A nossa coordenação de cuidado amarra todas essas pontas para que a gente acompanhe a jornada de cada pessoa e possa oferecer o melhor cuidado, de forma eficiente e resolutiva.

O resultado são colaboradores mais saudáveis e que amam a experiência de ter Alice.

Tudo isso com uma experiência incrível para o RH, com contratação rápida, sem burocracia, e com controle de custo.

Bora oferecer mais saúde para a sua equipe?

O que achou desse artigo?

Nenhuma avaliação

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas

Ao navegar neste site, você está de acordo com a nossa Política de Privacidade

Quanto custa o plano de saúde Alice?

Faça uma cotação para a sua empresa

Plano de saúde empresarial da Alice

Os melhores hospitais, laboratórios e atendimento 24 horas pelo app para cuidar dos seus colaboradores.

Ver planos