Conheça nossos planos de saúde

Masturbação na adolescência: 10 dúvidas comuns

Saiba as respostas para as dúvidas mais comuns que adolescentes têm sobre masturbação masculina e feminina.

Time Alice
| Atualizado em
5 min. de leitura
Imagem ilustra masturbação feminina com a fruta grapefruit

Imagem ilustra masturbação feminina com a fruta grapefruit

Tamanho do texto

A masturbação é algo que desperta a curiosidade {e muitas dúvidas!} entre os adolescentes. 

Isso porque, com a puberdade, começa a haver um interesse maior pela sexualidade e por explorar o próprio corpo.

Para que esse desejo seja encarado de forma natural, respondemos 10 perguntas comuns nessa fase.  

O que é masturbação?  

A masturbação é o ato de tocar, acariciar ou estimular os próprios órgãos genitais com o objetivo de obter prazer sexual. 

É algo comum, natural e relacionado à intimidade que muitas pessoas praticam ao longo da vida. Pode começar na infância e ser mais acentuada na adolescência devido ao aumento da produção hormonal.

“A adolescência é uma fase de autoconhecimento muito intensa. Isso passa por experiências emocionais e físicas. O corpo é exposto a níveis mais altos de hormônios e, consequentemente, a libido fica mais aflorada”, explica o médico urologista Willy Baccaglini, da Comunidade de Saúde da Alice

É errado se masturbar?  

Não, do ponto de vista médico ou biológico, não há nada de errado em se masturbar. 

O ato representa uma fase de descoberta e de compreensão do próprio corpo. Ao se tocar, o (a) adolescente começa a perceber quais áreas causam maior excitação e prazer. Isso pode tornar a vida sexual compartilhada mais prazerosa. 

Vale registrar, entretanto, que opiniões sobre a masturbação variam conforme a cultura, religião e crenças pessoais, sendo importante respeitar as perspectivas individuais sobre o tema.

Masturbação faz mal à saúde?  

A masturbação não faz mal à saúde. Pelo contrário! Pode ter benefícios físicos e emocionais, como aliviar o estresse, melhorar o sono e promover o autoconhecimento.

Tanto na masturbação feminina quanto na masturbação masculina, porém, é importante lavar as mãos antes e depois de tocar na região genital. 

Masturbação em excesso pode causar alguma doença?  

Masturbação em excesso pode causar desconforto físico temporário, como irritação ou sensibilidade na área genital, o que não está diretamente ligado a doenças do corpo. 

“O excesso de fricção pode eventualmente causar alguma lesão na região. Mas, quando falamos de masturbação em excesso na adolescência, é a questão emocional que pode requerer mais atenção, pois isso pode estar relacionado a transtornos de ansiedade, em uma fase de muita pressão e estímulos externos”, destaca Baccaglini. 

Se a masturbação estiver prejudicando outras áreas da vida, como relacionamentos, ou atrapalhando o cumprimento de responsabilidades diárias, pode ser útil procurar aconselhamento profissional. 

Essa é uma recomendação importante também para quem busca saber como parar de se masturbar, se o excesso estiver incomodando. 

Masturbação causa espinhas?  

Não há evidências científicas que comprovem a relação entre masturbação e espinhas

Espinhas são causadas por fatores como genética, alterações hormonais e higiene da pele.

É possível masturbar outra pessoa?

Na adolescência é comum querer saber como se masturba e também se é possível masturbar outra pessoa. 

Sim! É possível. Isso é conhecido como masturbação mútua e pode ser uma forma de intimidade entre duas pessoas. 

Por exemplo, a adolescente pode ter seu clitóris {órgão em formato de bolinha que fica entre os grandes lábios na vulva, parte externa da vagina} estimulado pelo namorado, assim como o pênis pode ser estimulado por outra pessoa. 

Vale lembrar que isso deve sempre ser feito com consentimento. 

Masturbação rompe o hímen?

A masturbação feminina pode ser feita de várias formas, incluindo o toque no clitóris (com as mãos, vibradores ou sugadores) ou dentro da vagina, com os dedos ou outros objetos (como vibradores).

O hímen é uma membrana fina e flexível localizada na entrada da vagina com uma abertura para passar a menstruação. Ele é muito associado à virgindade, mas não é seu sinônimo! 

Afinal, a relação sexual envolve muito mais do que apenas o rompimento de uma membrana – e nem sempre ele se rompe e causa um sangramento, sabia? Em alguns casos, ele pode apenas se expandir durante a passagem do pênis. E a existência dele não faz a menor diferença na prática.

Assim com o pênis na relação sexual, um dedo ou algum objeto dentro da vagina pode ou não romper o hímen. Isso também pode ocorrer com o uso de absorventes internos durante o período de menstruação

Posso usar objetos para me masturbar?

É possível usar objetos durante a masturbação, mas é importante garantir que sejam seguros e higienizados. 

Objetos projetados especificamente para esse fim, como brinquedos sexuais, são a opção mais segura. 

Evite objetos pontiagudos ou não higienizados que possam causar lesões ou infecções.

Tem que usar camisinha na masturbação masculina?

Se a masturbação masculina for um ato individual e solitário, o uso de camisinha é dispensável. 

Entretanto, como método de barreira para infecções sexualmente transmissíveis, o preservativo deve ser usado se houver compartilhamento de brinquedos sexuais ou masturbação mútua. 

É normal não ter vontade de se masturbar?

A libido e o interesse em atividades sexuais, incluindo a masturbação, variam de pessoa para pessoa e podem ser influenciados por diversos fatores, como idade, saúde, estresse e relacionamentos

Algumas pessoas podem não sentir vontade de se masturbar, enquanto outras se tocam com frequência. Os dois comportamentos são normais, desde que não afetem negativamente o bem-estar.

Alice tem o plano de saúde certo para a sua empresa

A Alice é um plano de saúde com um Time de Saúde que está preparado para ajudar seus colaboradores a resolverem qualquer queixa de saúde, com atendimento feito por médicos e enfermeiros 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Nossa cobertura é nacional, com uma rede credenciada de excelência, incluindo os melhores hospitais e laboratórios, e especialistas escolhidos a dedo.

E olha só que prático: todas as informações que os nossos membros precisam para cuidar da sua saúde estão no app: encaminhamento e agendamento de consultas e exames, receitas, resultados integrados, histórico… A nossa coordenação de cuidado amarra todas essas pontas para que a gente acompanhe a jornada de cada pessoa e possa oferecer o melhor cuidado, de forma eficiente e resolutiva.

O resultado são colaboradores mais saudáveis e que amam a experiência de ter Alice.

Tudo isso com uma experiência incrível para o RH, com contratação rápida, sem burocracia, e com controle de custo.

Bora oferecer mais saúde para a sua equipe?

O que achou desse artigo?

Média: 4,75 / 60 votos

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas

Ao navegar neste site, você está de acordo com a nossa Política de Privacidade

Quanto custa o plano de saúde Alice?

Faça uma cotação para a sua empresa

Plano de saúde empresarial da Alice

Os melhores hospitais, laboratórios e atendimento 24 horas pelo app para cuidar dos seus colaboradores.

Ver planos