Conheça nossos planos de saúde

O que comer depois do treino? Nutrição para os músculos

Quem quer ganhar massa magra precisa reforçar o consumo de proteínas após os exercícios físicos.

Amanda Milléo
| Atualizado em
5 min. de leitura
O que comer depois do treino? Nutrição para os músculos

O que comer depois do treino? Nutrição para os músculos

Tamanho do texto

Se antes do treino a preocupação é garantir que o corpo tenha energia para os exercícios, depois da prática o foco tem que ser a recuperação muscular. E o macronutriente responsável por essa tarefa é a proteína.

Formadas por um conjunto de aminoácidos, as proteínas são responsáveis pela construção dos músculos {alô para quem quer ganhar massa muscular} e tecidos, além de outras tarefas, como instigar reações químicas, ajudar a estruturar os órgãos e até atuar na imunidade {anticorpos são proteínas, sabia?}.

Vale lembrar que, durante o exercício, o corpo busca a energia do glicogênio, que fica estocado nos músculos.

Nesse processo, as proteínas presentes na musculatura também podem ser consumidas {especialmente se pulamos a refeição pré-treino}. Daí a importância da reposição logo depois do exercício. 

“O recomendável é ter uma dieta equilibrada que reponha as proteínas, além do carboidrato perdido durante o exercício”, explica Taline Costa, médica do esporte e da Comunidade de Saúde da Alice

A quantidade que precisa ser ingerida vai depender do que comemos ao longo do dia. “A pessoa tem que ingerir entre 1,2 a 2,2 gramas por quilo por dia de proteína (se a pessoa tiver 60kg, 72 gramas por dia, por exemplo). A estratégia do pós-treino depende de como é o balanço do dia para definirmos os melhores alimentos”, explica a médica. 

O que é bom comer depois do treino?

Iogurte, leite e ovo podem ser os representantes mais famosos quando falamos de proteínas, mas há uma série de outros alimentos ricos neste macronutriente, sabia? 

O clássico prato brasileiro arroz com feijão é uma fonte de aminoácidos de cadeia ramificada, o BCAA. E se você reconhece essa sigla dos suplementos industrializados, saiba que pode substituir o potinho de BCAA pela versão alimentar superbrasileira {que é mais saborosa, convenhamos}.

Outras fontes de proteínas que podem ser incluídas no pós-treino são: 

  • Feijão;
  • Lentilha; 
  • Ervilha; 
  • Soja e derivados, como o tofu; 
  • Amêndoa; 
  • Pistache; 
  • Castanha-de-caju; 
  • Nozes; 
  • Avelã; 
  • Sementes de abóbora; 
  • Gergelim; 
  • Chia; 
  • Arroz;
  • Trigo;
  • Quinoa;
  • Milho;
  • Aveia;
  • Frango;
  • Peru;
  • Pato;
  • Frutos do mar, como peixes, crustáceos e moluscos;
  • Ovos;
  • Leites e derivados;
  • Carne vermelha.

Quer dicas de receitas? Confira os ebooks da Alice na Cozinha, com opções de refeições práticas e saudáveis para onívoros {quem come de tudo} e para vegetarianos/veganos. 

ebook de receitas saudáveis banner

Quando os suplementos depois do treino são indicados?

Apesar da variedade de alimentos ricos em proteínas, nem sempre é possível comer corretamente depois dos exercícios físicos – seja por uma questão de horário ou de necessidade energética. Nestes casos, pode ser indicado o uso dos suplementos alimentares. 

O whey protein é um suplemento de aminoácidos produzido com o soro do leite que é bastante usado e possui, segundo Costa, evidência científica que indica benefícios. 

“De acordo com o nível de exercícios físicos que a pessoa faz, podemos indicar o produto. Algumas pessoas têm uma demanda energética muito alta, então é aceitável tomar o whey logo em seguida do exercício e, depois, fazer as refeições normalmente”, explica a médica. 

Mas, antes de comprar um suplemento pela primeira vez, vale bater um papo com um profissional da saúde para entender melhor quais são as necessidades e benefícios para você, além de saber exatamente quando e quanto consumir.

Alimentos pós-treino: quanto tempo depois do exercício?

Terminou o treino? Já comece a pensar no que você vai comer. Segundo Costa, o ideal é se alimentar o mais breve possível, mas não há uma regra. 

“Há uma teoria de que o período mais importante para a construção muscular seria até uma hora depois do exercício. Mas isso ainda é conflituoso, não há um consenso”, explica. 

A médica lembra que também é comum a pessoa se sentir “satisfeita” depois do exercício e sem fome. Nestes casos, pode ser indicado o suplemento alimentar de whey. 

planner plano alimentar semanal

Não fique em jejum depois do treino

Quem pula a refeição depois dos exercícios corre o risco de prejudicar ainda mais a recuperação dos músculos – e atrasar o ganho de massa. Isso porque, de acordo com Costa, não comer nada aumenta o catabolismo, que é o processo de quebrar moléculas mais complexas em formas mais simples. Ou seja, as proteínas são transformadas em aminoácidos, e não o contrário {que é o que a gente busca com os exercícios}. 

“Por isso é indicado comer ou suplementar com whey, fazer uma vitamina com uma banana, por exemplo, para não ficar sem comer nada”, sugere. 

Na hidratação, Costa recomenda a conhecida água. “Não precisa otimizar a hidratação com isotônicos ou leite, porque a água sozinha já dá conta de suprir as necessidades hídricas do corpo. E ela tem que ser bem distribuída ao longo do dia, inclusive antes e durante os exercícios”, completa.

>> Jejum funciona? Veja o que diz a ciência sobre restrição alimentar

Alice tem o plano de saúde certo para a sua empresa

A Alice é um plano de saúde com um Time de Saúde que está preparado para ajudar seus colaboradores a resolverem qualquer queixa de saúde, com atendimento feito por médicos e enfermeiros 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Nossa cobertura é nacional, com uma rede credenciada de excelência, incluindo os melhores hospitais e laboratórios, e especialistas escolhidos a dedo.

E olha só que prático: todas as informações que os nossos membros precisam para cuidar da sua saúde estão no app: encaminhamento e agendamento de consultas e exames, receitas, resultados integrados, histórico… A nossa coordenação de cuidado amarra todas essas pontas para que a gente acompanhe a jornada de cada pessoa e possa oferecer o melhor cuidado, de forma eficiente e resolutiva.

O resultado são colaboradores mais saudáveis e que amam a experiência de ter Alice.

Tudo isso com uma experiência incrível para o RH, com contratação rápida, sem burocracia, e com controle de custo.

Bora oferecer mais saúde para a sua equipe?

O que achou desse artigo?

Média: 3,67 / 3 votos

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas

Ao navegar neste site, você está de acordo com a nossa Política de Privacidade

Quanto custa o plano de saúde Alice?

Faça uma cotação para a sua empresa

Plano de saúde empresarial da Alice

Os melhores hospitais, laboratórios e atendimento 24 horas pelo app para cuidar dos seus colaboradores.

Ver planos